Um blog que vale a pena

Para quem ainda não acessou o blog A Vale que vale, recém-criado pelo jornalista Lúcio Flávio Pinto para debater os 15 anos de privatização da Vale, fica a sugestão, com trocadilho e tudo: vale a pena. Um tema complexo, mas que tem implicações profundas na economia e no cotidiano dos brasileiros, a exploração e exportação do minério de ferro pela maior empresa privada brasileira, e uma das maiores do mundo, é assunto tratado de forma clara pelo jornalista e pelo público.

Lúcio Flávio consegue mostrar, em atuais 11 posts, a trajetória da empresa, sua engrenagem e logística, as circunstâncias e os personagens da privatização, ocorrida em 1997. Suas reflexões lúcidas, a exemplo de seu Jornal Pessoal, mostram ao leitor que o tema é parte relevante da história do Brasil atual. Por isso mesmo, interessa a estudantes, professores, pesquisadores, jornalistas, políticos, gestores públicos, ao cidadão comum, enfim. Como fica explícito nesta passagem de um dos posts:

“As jazidas de Carajás deviam durar 400 anos, mas talvez não cheguem a 100. A produção vai dobrar até 2015. O Pará será o maior exportador de ferro do mundo. Produzirá tanto quanto os Estados Unidos no pós-guerra.

Ótimo para a Vale (que teve lucro de 30 bilhões de dólares no ano passado, nove vezes o valor da privatização), para a China, para os demais compradores. E para os paraenses?

Os paraenses importam pouco. Seu Estado é o 16º em desenvolvimento (IDH) e 21º em PIB per capita (a riqueza dividida pela população) O que importa é o ritmo do trabalho para desmontar as serras, transformá-las em lascas e colocá-los no trem, daí embarcando em navios e sendo levadas para bem longe. O resto é detalhe.

Como o lamentável acidente que aconteceu em Carajás no dia 31 de março. Uma árvore desabou sobre um ônibus que seguia pela Estrada do Manganês, numa das áreas de mineração da empresa, matando três e ferindo nove dos seus ocupantes”.

Vale a pena ler inclusive os comentários dos leitores que têm acessado o blog. Como pouco se vê na internet, terra de ninguém no que tange à participação do público, o blog A Vale que vale se destaca pela qualidade e profundidade com os que os posts são comentados, mostrando o interesse dos internautas pelo tema. Dessa forma, o blog, criado há tão pouco tempo, tem a vocação de se tornar um memorial importante não apenas sobre a história da empresa, mas  da política brasileira para a mineração e exportação. O que resultar dele valerá, certamente, uma futura publicação impressa.

Acesse e participe também: https://valeqvale.wordpress.com/

Anúncios

1 comentário

Arquivado em O que Lúcio nos diz

Uma resposta para “Um blog que vale a pena

  1. Angela de Abreu Fagundes

    Viva a liberdade de expressão e manifestação!!!!

Manifeste solidariedade

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s