Sobre as edições recentes do Jornal Pessoal: errata

Corrigindo postagens sobre as recentes publicações de Lúcio Flávio Pinto.

Estão nas bancas:

1 – o Dossiê Jornal Pessoal nº 2, intitulado Eu Acuso! A Justiça no Pará, no qual o jornalista analisa o panorama da justiça no Pará a partir dos ataques verbais deferidos contra ele, no Facebook, pelo juiz Amilcar Guimarães; e

2 – o Jornal Pessoal Edição Especial (nº 509, 2ª quinzena de março), no qual amplia a discussão sobre a prática da grilagem na Amazônia e o papel da justiça nesse processo, tendo por mote a conhecida história da apropriação indevida de terras do Xingu pela empresa C. R. Almeida. A denúncia dessa grilagem, em artigo publicado no JP, em 1999, resultou na condenação do jornalista, em 2005, por causa da expressão “pirata fundiário” atribuída ao empresário Cecílio do Rego Almeida, hoje falecido.

As duas publicações custam R$ 7 cada.

Continua nas bancas o Dossiê nº 1, intitulado Grilagem: a pirataria nas terras da Amazônia. A R$ 7 também.

Perdão, leitores.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ação coletiva

Manifeste solidariedade

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s