Nota de agradecimento ao Público, de Lúcio Flávio Pinto

Caros amigos:

A contribuição de todos já atingiu um valor próximo do que calculamos que poderá ser o montante da indenização a ser paga ao grileiro, entre 19 mil e 22 mil reais. Agradeço a todos pelo apoio, a generosidade e a confiança, e o sacrifício de cada um. A partir de agora peço a todos que quiserem se engajar na campanha a só fazerem doações simbólicas, de valores pequenos. Será uma espécie de abaixo-assinado, ou lista de presença. Porque, quando a sentença for executada e cobrada a indenização ao grileiro, espero que todos me acompanhem ao tribunal. Quem vai pagar por esse absurdo será o povo, mais uma vez, e não eu, que dinheiro não tenho. Só que desta vez o pobre do contribuinte-cidadão vai protestar. E apontar o responsável pela ignomínia.

Um abraço,

Lúcio Flávio Pinto

Sobre a campanha – Como todos sabem, esta campanha de arrecadação de recursos tem o objetivo de ajudar o jornalista paraense Lúcio Flávio Pinto a pagar a sentença indenizatória aos herdeiros do empresário Cecílio do Rego Almeida (falecido em 2008), conforme determinou o Tribunal de Justiça do Pará (TJE-PA) em 2006.

Em artigo publicado no Jornal Pessoal em 1999, o jornalista denunciou a grilagem de 5 milhões de hectares de terras no Pará e definiu o empresário como “pirata fundiário”, motivo pelo qual foi processado.

Lúcio recorreu da decisão e o processo chegou ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ). No dia 7 de fevereiro, o presidente do STJ, ministro Ari Pargendler, negou o seguimento da ação alegando falta de cumprimento às exigências formais. Convicto de que não deveria mais recorrer, o jornalista declarou a suspeição do TJE-PA e iniciou esta campanha de arrecadação de recursos.

Na última terça-feira, 28/02, prazo final para o jornalista recorrer, o STJ deu baixa no processo e o encaminhou ao TJE-PA a fim de que seja executada a sentença indenizatória. O valor, em 2006, era de R$ 8 mil. Como ainda não houve a divulgação da sentença com valor atualizado, o jornalista se orienta por uma estimativa e assim reporta-se ao público.

Portanto, a campanha de apoio continua. Novas ações políticas já estão em curso inclusive para atrair o interesse de instituições internacionais quanto ao cerceamento do direito à informação no Brasil.

Para saber mais, consulte o conteúdo deste blog e a seção Participe Também.

Parabéns a todas as pessoas que participam da campanha.

Anúncios

14 Comentários

Arquivado em O que Lúcio nos diz

14 Respostas para “Nota de agradecimento ao Público, de Lúcio Flávio Pinto

  1. Joâo Januário Guedees

    Lúcio tem a garra e a coragem dos que lutam sempre por toda a vida, por isso faz parte dos que são imprescindíveis, de que nos falava Brecht.
    Januário Guedes

  2. Marly Silva

    Fico feliz com o sucesso da Campanha que me deixa de certo modo aliviada por saber que o jornalista conta com esta salvaguarda monetária ; mais ainda feliz por saber que a mesma é fruto da solidariedade de muitos indignados com os abusos do poder judiciário local. Contudo , tal como José Claudio , considero temerário a suspensão da campanha de contribuições .Afinal , a sentença em questão corresponde a apenas uma das dezenas de ações contra o jornalista . O que virá pela frente ? Não sabemos , ainda que sejamos otimistas com uma futura ação corretiva do Conselho Nacional de Justiça -CNJ de modo a por fim neste teatro do absurdo que esculha , vulgariza e corrói , como cupim , a credibilidade popular do judiciário paraense . Do meu ponto de vista , deveriamos pensar na criação de um fundo para manter viva e ativa as ações voluntárias deste COLETIVO SOMOS TODOSLUCIOFLAVIO PINTO , até agora mantida com os recursos proprios de cada um .
    Parabens à iniciativa .
    Marly silva – sociologa , profa. da UFPA , ativista da Campanha

  3. JOSÉ CLÁUDIO SEIXAS DE ARAGÃO

    Lúcio Flávio Pinto
    Só um jornalista sério, integro e com dignidade manda parar as doações.
    Fico emocionado em ver tanta dignidade, em um ser humano que hoje luta com dificuldade para fazer o que gosta, defendendo o povo brasileiro, sem ter um carro para facilitar o exercício de sua profissão.
    Deveríamos aproveitar a oportunidade e continuar contribuindo, para proporcionar melhores condições de trabalho, para quem não tem medo de enfrentar poderosos.
    Um forte abraço e continue contando sempre comigo.
    José Cláudio Seixas de Aragão

    • Mais uma vez você me emociona com sua manifestação, caro amigo. Muito obrigado pelo apoio. A razão da minha resistência é que faço as coisas naturalmente, sem forçar a minha natureza nem agredir a minha consciência. A esta altura da vida, posso decidir com base nos instintos, ponderados pela experiência, e nos impulsos vitais, que, além da busca pela sobrevivência, preservam, a dignidade e a honradez. Quanto a ser honesto, costumo citar o Millôr Fernandes. Perguntado se era difícil ser honesto, ele respondeu: “Não, é fácil. Não tem concorrência”. Grande anraço, Lúcio Flávio Pinto

  4. Daniel Barros

    Se fala tanto de cerceamento da liberdade de imprensa em Cuba , Irã entre outros países com governos totalitários, mas se esquece que no Pará essas práticas sobrevivem. Apesar do tão aclamado governo de esquerda, como disse Slavoj Zizek “com uma esquerda dessa quem precisa de direita?”.
    Valeu Lúcio Flávio Pinto !

  5. Paulo Roberto Ferreira

    Neste domingo haverá mobilização e coleta de assinatura na praça da República, em Belém, à partir das 9 horas. E na terça-feira, ato em solidariedade ao Lúcio Flávio Pinto, às 18 horas, no auditório do Ministério Público Federal (Trav. Domingos Marreiros). Participe. Divulgue.

  6. Valeu, Danielle!
    Obrigada por sua participação.

  7. Vanessa Robinson

    Queridos, estou em Londres e estou criando um blog para falas dessas mazelas que acontecem na região Norte do Brasil (a sexta maior economia do mundo!). Como posso ajudar? gostariam que eu conectasse com instituições internacionais por aqui? grande abraço, vanessa (vanasena@gmail.com).

    • Vanessa, vc poderia distribuir o release que fizemos e que já está traduzido para o inglês e o espanhol, na tentativa de repercutir o caso fora do Brasil. Seria ótimo. Já começamos a divulgá-lo por meio de uma rede de jornalistas. Podemos enviá-lo para seu e-mail. Obrigada.

  8. Nos tranquiliza saber que a campanha em prol do LFP tenha arrecadado um valor superior a que muitos de nós imaginávamos, porém ainda nos enche de revolta o que fizeram contra ele – errei, contra todos nós paraenses e amazônidas.

    Dias melhores ainda virão!

    • Muito bom, não é, Jeferson? É importante lembrar, no entanto, que ainda não houve divulgação do valor atualizado da indenização, daí a necessidade de estarmos atentos. Além disso, as ações políticas não podem parar por enquanto, pois a condenação imposta ao Lúcio é um fato concreto e nos diz muito da situação em que vivem aqueles que fazem jornalismo crítico, sério e comprometido com a informação de interesse público. Obrigada por sua manifestação.

  9. Danielle Filgueiras

    Estamos juntos!

Manifeste solidariedade

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s